sexta-feira, maio 15, 2009

Estou branca - vivo agora a página inteira

Quando eu era criança me disseram muitas coisas.
Que boa educação é não arrotar. Que nesse mundo a gente tem muito é que trabalhar. Que no escuro tem o mesmo que no claro. Que papai-noel existe pra quem acredita. Que a Xuxa não existe se não existir paquita.
O principal que me ensinaram de normal é "se você não gosta tanto de falar, pode escrever".
Disso nunca vou esquecer.
Depois vieram o caos, a calma, o palco, minha alma, meu corpo, eu-corpo...E ganhei formação, pouco antes da minha formatura. Depois deformei, reformei, e agora estou assim. Sou, por pouco. Há muito de mim em mim, tanto que às vezes quase explodo, e explodo. Junto cada pedacinho, olho um a um, com carinho: Sou isso. Ou: não sou mais isso.
E então mastigo, mastigo, engulo, e absorvo só o que ainda me presta.
Excreto tudo que de mais resta.
Vivo agora a página inteira. Não me servem mais os fragmentos, esses pedaços de muitas coisas que descubro aos poucos que são. Não me servem porque já desavessei de tudo um pouco. Até fazer o mesmo comigo e descobrir o meu eu-ao-contrário. De ponta-cabeça tudo parece normal pros meus olhos aviciados.
Já nem me lembro de tudo que fiz, os sonhos agora cumprem esse papel. Minha mente, minha memória estão livres pra lembrar o que quer que eu venha a viver. Estou branca. Estou branca porque já tenho muito em mim.

5 comentários:

Ana disse...

gostei muito.
=]

NI disse...

incrível... faz tempo que que não te leio... cheguei escrevi... movimento, tudo a ver com viver por inteiro ir e voltar sobre...
inteiramente.

Anônimo disse...

me parece cada vez mais firme, cada vez mais você!
fico feliz por ti!
muito respeito, carinho e admiração!
um beijão
tijolin

Ana Paula Lima disse...

Adorei o texto que valeu um roubo. Guardei no meu Blog.
Fez muito sentido para mim nesse momento..
Gostei muito !!

Anaclara disse...

Blog bacana hein ? Pena q vc não tem vindo por aqui ! Espero que o viver esteja tão intenso que nem tem dado tempo !